Comitê Científico orienta cancelamento de Réveillon e Carnaval no Piauí

Segundo o documento, não existe segurança sanitária para eventos com aglomeração

04 de dezembro de 2021, às 11:00 | Cobertura COVID-19

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste, divulgou um boletim nesta sexta-feira (03/12), recomendando o cancelamento das festas de Natal, Réveillon e Carnaval nos estados da região em função da variante Ômicron. Segundo o documento, essas festas facilitam a transmissão do novo coronavírus e podem ocasionar uma nova onda da pandemia. No documento, os cientistas ainda demonstram preocupação com o surgimento de novas variantes.


LEIA TAMBÉM

Piauí registra 2 mortes por COVID-19 em 24h; 258 novos casos


Várias recomendações são apresentadas como necessárias para este momento da pandemia.

  • Intensificar a vacinação para alcançar, o mais rápido possível, uma maior parcela da população com o ciclo vacinal completo;
  • Realizar busca ativa das pessoas que ainda não receberam a segunda dose com o apoio de agentes comunitários e ampliação dos locais de vacinação nas cidades em locais de grande circulação de pessoas;
  • Aplicação da vacina nas escolas para atingir a maior cobertura de vacinação com a primeira e a segunda dose nos adolescentes;
  • Uso de viaturas como o carro da vacina, em analogia com o "carro do ovo" nas cidades onde se utiliza serviço de som;
  • A manutenção do uso obrigatório de máscaras faciais e outras medidas de proteção individual e coletiva, como a exigência do passaporte de vacina para entrada em cinemas, teatros, estádios de futebol, e estabelecimentos do gênero,
  • Usar a influência política de de governadores, prefeitos, vereadores e outros atores políticos para estimular a vacinação;
  • Identificar todas as possíveis barreiras que dificultam a expansão da cobertura vacinal na população com a implementação de mecanismos para superá-las.

O relatório diz que o Piauí apresenta indicadores de riscos pandêmico e epidêmico altos. E segundo o documento divulgado pelo comitê, no momento, não se tem segurança sanitária para liberações de atividades presenciais como festas de final de ano e carnaval. A taxa de infecção do Piauí está em 86/100.000 habitantes.

Recomendação é de não realizar o Carnaval